IMG_0011

Dar ou nao dar mesada aos filhos? Cássia D’Aquino orienta no Management

Uma boa maneira de educar os filhos é ensinar a dar valor ao dinheiro. E dar mesada pode ser um bom caminho para isso. É pela mesada que a criança vai aprender a lidar com a frustração de querer algo para o qual não tem dinheiro e aprender a esperar, a poupar, para atingir esse objetivo.

Para a consultora financeira Cássia D’Aquino, que esteve no Pajuçara Management, esse processo com os filhos funciona como um antibiótico.

“Dada na dose certa e na hora certa, funciona muito bem. Na dose errada e na hora errada, causa tantos malefícios, que era melhor que nao desse”, afirma a especialista no assunto.

Semanada antes dos 10 anos

Cássia D’Aquino orienta que a melhor forma de iniciar o processo de valorização do dinheiro com os filhos é dar a semanada – um valor específico a cada semana.

“Com isso, a capacidade das crianças vai se tornando melhor instalada. Se forem a falência na quarta-feira, por exemplo, vão aprender a economizar, sabendo que na proxima semana terão chance de reiniciar o processo. Desde cedo eles lidarão com a possibilidade de corrigir erros rapidamente”, diz a especialista.

Mesada a partir dos 11

A partir dos 11 anos, o pré-adolescente possui maturidade suficiente para receber mesadas. Para essa faixa etária, o cálculo pode ser feito da seguinte forma: dos 11 aos 14 anos, basta multiplicar a idade por 8 reais. Dos 15 aos 18, multiplica-se a idade por R$12.

“Vale reforçar que a mesada é um instrumento valioso para a educação financeira. Mas não é fundamental. Se o orçamento familiar não comportar gastos desta natureza, os pais não devem se preocupar”, complementa a consultora.

E no castigo, devo cortar a mesada?

Não! E conforme Cássia D’Aquino, esse é um grande erro cometido por alguns pais.

Existem dezenas de outras maneiras de se educar as crianças em um momento de punições como esse. E ela explica com um exemplo bastante esclarecedor: imagine que seu chefe te chama para conversar, no trabalho. Segundo ele, durante uma reunião que houve, ele não gostou do seu tom de voz. E por isso, resolveu te punir com a suspensão do seu salário por um mês. Isso seria justo?

Pois bem! Com os pequenos não é diferente. Exercitar a administração de orçamentos desde criança é uma tarefa extremamente importante, e isso não pode ser retirado deles.

“Corte a TV, o videogame, mas não tire deles o dinheirinho sagrado de todo mês ou semana”, orienta D’Aquino.

Management

Para quem tem interesse de participar do evento ainda há tempo. As inscrições avulsas custam R$ 100,00 para a palestra dos Caçadores e para o Painel. Já para o encerramento com o maestro, o valor é de R$ 200,00. Estudantes e professores têm desconto de 50%.

Referência entre as regiões Norte e Nordeste, o Pajuçara Management conta com o patrocínio de grandes marcas e instituições. Para que mais uma edição seja realizada com sucesso, o evento é patrocinado Prefeitura de Maceió, Correios – Governo Federal, Unimed Maceió, Centro Universitário Unit, Sistema Fecomércio- AL, Maceió Shopping, Sesi, Senai e Sebrae.

  • Édipo Costa

    Excelente matéria, é desde de cedo que devemos ensinar os pequenos o valor do dinheiro e quanto custa para tê-lo.