Setor de turismo dribla a recessão com planejamento e estratégias para atrair turistas nacionais (Foto: Divulgação)

Turismo: empresários criam oportunidades na crise

Com a alta do dólar e o período de recessão econômica, o que poderia apresentar impactos nas atividades turísticas pode ser um curinga para aqueles que apostam nos destinos nacionais. No mercado, quem compreende as dificuldades atuais e busca estratégias para superá-las encontra soluções rentáveis e coloca seu negócio em patamar diferenciado.

Entre retrair e reagir, empresas locais viram na segunda opção uma oportunidade de negócio lucrativa, com investimentos em receptivos de viagem. Se pouco tempo atrás eram grandes as ofertas  de pacotes para o exterior, hoje crescem as atrações para turistas do Brasil e do mundo que desejam conhecer o território alagoano, do Sertão ao Litoral.

Esse é o caso de Fernanda Pessoa, turista de Brasília que escolheu Maceió como seu novo destino.

“Hoje em dia, viajar pelo Brasil se tornou, muitas vezes, a primeira opção e é inquestionável as belezas que temos para explorar. Eu gosto da região, da receptividade e me sinto em casa”, destacou a turista.

Com o câmbio desfavorável, a rede hoteleira local investe em capacitação e atendimento, para atrair ainda mais turistas que pretendem conhecer as belezas naturais brasileiras.

“Fizemos vários investimentos em tecnologia para termos um controle direto com nossos clientes, para captar mais eventos e vendas, e ter um relacionamento melhor com o público”, revelou Koen de Rijcke, diretor geral do Jatiúca Resort.

O setor de hotelaria tem sido um dos mais promissores, criando oportunidades na crise. De acordo com a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis em Alagoas (ABIH-AL), só no feriadão da Semana Santa, o estado atingiu a média de 83,66% dos leitos ocupados, marca superior aos 67% registrados no ano passado.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento e Turismo, Helder Lima, o resultado reflete uma conjuntura de esforços e planejamento.

Helder Lima, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo

“Alagoas tem sido um dos Estados mais beneficiados pela crise, neste setor, e que tem mantido uma ocupação alta nos hotéis. Com a redução na taxa do querosene de aviação e no ICMS, permitimos, por exemplo, o primeiro voo direto do exterior para cá, vindo de Buenos Aires”, ressaltou Lima.

 

Cases de sucesso

 

Case de sucesso da Pousada do Toque será apresentado no Pajuçara Management 2016

 

 

Nos últimos anos, empresários alagoanos também transformaram o pequeno município de São Miguel dos Milagres em um dos principais destinos turísticos de luxo do Brasil. Referência internacional, a Pousada do Toque contabiliza selos de qualidade e premiações: Melhor Cozinha (Food Brasil), Melhor Pousada do Brasil (Viagem e Turismo), Selo Verde (Instituto Chico Mendes) e Condé Nast Johansens Awards for Excellence (2013).

A região também é conhecida por reservar uma das melhores e mais seletas viradas de ano do país: o Réveillon dos Milagres, com uma semana de festas e boa música, no “caribe brasileiro”.

As histórias de sucesso das duas marcas serão contadas no Pajuçara Management 2016, nos dias 7 e 8 de junho, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no Painel Alagoas. Até 29 de abril, o investimento é de R$ 210, R$ 360 e R$ 420, para estudantes, pós-graduandos e profissionais, respectivamente. As inscrições podem ser feitas neste link ou pelos telefones 3031-3563/ 99657-0555.